Navigate / search

SOMOS CAPAZES DE MANTER A ALEGRIA EM QUALQUER CIRCUNSTÂNCIA DA VIDA?

Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito ou passando necessidade. Filipenses: 4.12

Somos capazes de manter a alegria em qualquer circunstância da vida

Somos capazes de manter a alegria (estar contente) em qualquer circunstância da vida?

A resposta a esta pergunta, para a grande maioria das pessoas é não, porque, infelizmente, muitos de nós vivemos à luz das circunstâncias, isto é, se as coisas estão correndo bem estamos contentes, se não, ficamos infelizes. “Sugerimos outra ótima leitura para você: Se conselho fosse bom não se dava se vendia”.

Porém, o Apóstolo Paulo diz que sabe o que é ter fartura e o que é ter necessidade e que aprendeu o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome.

Então, qual é o grande segredo? Como Paulo conseguiu aprender isto? O que ele fez para tomar conhecimento de uma coisa dessas?

As respostas para as perguntas são: Em primeiro lugar Paulo compreendia a vida sob o ponto de vista de Deus e, em segundo lugar, ele se concentrava naquilo que era sua obrigação fazer e não naquilo que pensava que deveria ter. “Você não pode deixar de ler também: Deus não é um ser imaginário”.

O que Paulo nos ensina é que se queremos ser felizes, apesar das circunstâncias, precisamos olhar para a vida sob a perspectiva de Deus e não sob a nossa ótica, pois o nosso ponto de vista é egoísta e ingrato, então, só nos sentiremos felizes quando estes desejos estiverem satisfeitos.

O outro ponto é uma questão de prioridade e concentração, ou seja, se estivermos concentrados naquilo que não temos e não conseguirmos olhar para o que temos, ficaremos sempre com a sensação de estar faltando algo e com este sentimento de ausência de satisfação não dá para ser feliz.

O grande problema do ser humano é que, ao longo de sua vida, ele vai invertendo os valores das coisas, sem perceber, e, por conta disso, ele deixa de dar valor ao que tem e passa a ficar focado no que não tem. “Outra ótima leitura para você seria: A escolha entre a sabedoria e a tolice é nossa”.

Por exemplo, o fato de ele levantar todo o dia, ir para o seu trabalho, escola, faculdade, ter condições de sustentar a sua família, é considerado por ele uma coisa normal e não é, pois existem milhares de pessoas que não conseguem fazer isso por estarem doentes, desempregadas, não terem condições de pagar uma escola ou faculdade, e pior, às vezes não conseguem o sustento de sua família. “Não deixe de ler também: Deus é justo e leal e exige o mesmo de nós”.

Ele somente dará valor a isto o dia que perder a saúde, o emprego ou não tiver dinheiro para fazer estas coisas, aí, então, estas passarão a ser a sua prioridade maior e a sua perspectiva de vida mudará, pois ele perceberá que tinha tudo e não deu o menor valor.

O que Paulo nos ensina, com sua forma de viver, é que podemos olhar para um problema e sentirmos raiva ou compaixão, desistir de alguém ou tentar resgatar essa pessoa, ficar triste ou alegrar-se diante da possibilidade de ajudar a alguém, olhar somente para o problema ou ver a pessoa envolvida, ou seja, o problema é o mesmo, mas a perspectiva de como estamos vendo a situação e a nossa prioridade é que determinará a forma como nos sentiremos. Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Disponibilizamos um E-book para você. Coletânea de Versículos Bíblicos. Não deixe de baixar. É grátis!  => => => Quero Receber!

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

Comments

Andréa Duarte
Reply

Deus me deu a difícil missão de lutar por uma alma. Toda vez que penso em desistir me vem à cabeça que essa pessoa está perdida, daí volto atrás. Hoje, especialmente, estou um pouco aflita, precisando orar mais pra buscar a paz de Deus. Mas quando li esse trecho: “é que podemos olhar para um problema e sentirmos raiva ou compaixão, desistir de alguém ou tentar resgatar essa pessoa”, vi que Ele estava falando comigo. Mudou minha ótica, não vou mais fugir da minha missão. Obrigada!

Marcio Motta
Reply

Andréa ficamos felizes que o artigo tenha ajudado a você nessa empreitada. Fique em paz.

Feliciano Valério Tchiwila
Reply

É, por vezes na verdade só valorizamos as coisas quando não as temos. E isto aos olhos de Deus e aos de toda uma boa virtude moral, social, humana etc, é completamente errado!

É necessário de facto pensar-mos e sermos felizes com o que já temos e se preconizamos mais, é só deixar tudo nas mãos de Deus-Pai para o seu devido e oportuno tratamento.

Obrigado e amemos sempre Deuu!

Marcio Motta
Reply

Prezado Feliciano, obrigado pelo seu comentário

Leave a comment

name*

email* (not published)

website