Your browser (Internet Explorer 7 or lower) is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this and other websites. Learn how to update your browser.

X

Navigate / search

TODAS AS COISAS ME SÃO LÍCITAS, MAS NEM TODAS AS COISAS CONVÊM

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. 1 Coríntios 6.12.

Em sua carta aos filipenses,  Paulo agradece aos irmãos daquela igreja a oferta que lhe tinham enviado.

Muito embora ele faça questão de dizer que sempre tinha tido confiança na providência divina, o motivo principal de sua alegria não estava na oferta em si, mas na clara demonstração de carinho por parte dos irmãos daquela igreja, que não tinham se esquecido dele. “Sugerimos que você leia também: Consulte a Deus antes de tomar as suas decisões”.

Há de se destacar o excelente relacionamento existente entre Paulo e os membros daquela congregação, pois das igrejas fundadas por ele, esta, sem dúvida, aceitava com alegria a sua liderança e retribuía com ofertas generosas, as quais ele aceitava.

Entretanto, gostaríamos de destacar que o Apóstolo não tinha o mesmo comportamento no que diz respeito à igreja de Corinto, isto é, ele não aceitava as ofertas dessa igreja, para não ser acusado de estar pregando a Palavra de Deus exclusivamente por dinheiro. “Outra ótima leitura para você seria: Libere o perdão, vire a página e siga em frente”.

O que acontecia é que na Macedônia, especialmente em Tessalônica, e em Corinto, Paulo tinha verificado que se aceitasse ajuda financeira para si mesmo, da parte dos seus convertidos, seus adversários deturpariam esta ideia.

Cumpri-nos destacar que Paulo tinha a convicção de que era responsabilidade dos membros de uma igreja manter os ministros de Deus.

Porém, o que estamos que vendo é que, apesar da sua convicção a respeito do recebimento de ofertas, na igreja de Filipos ele tinha um comportamento e na de Corinto ele tinha outro. “Você não pode deixar de ler também: Você acredita que pode ser curado por Jesus?”.

Onde estamos querendo chegar neste artigo? O que estamos pretendendo? A resposta é mostrar o discernimento que todo líder dever ter com relação ao seu comportamento à frente do seu ministério, da sua equipe, da sua empresa, da sua igreja, enfim, em todo o lugar, para não colocar em risco o objetivo principal da sua missão.

Muito embora Paulo tivesse convicção do comportamento que deveria ter com relação ao recebimento de ofertas, ele tinha, também, a sabedoria de perceber que determinadas atitudes, em determinados lugares, poderiam passar uma mensagem errada e prejudicar todo o seu trabalho. “Outra ótima leitura para você seria: Sem fé é impossível agradar a Deus”.

Este ensinamento é de suma importância para todos nós e devemos colocá-lo em prática em nosso dia a dia, pois verificamos, por vezes, pessoas que ocupam determinados cargos não tendo a menor preocupação com a mensagem que estão passando a seu respeito.

Esse negócio de “ninguém tem nada com a minha vida” ou “não preciso dar satisfação do que faço para ninguém” é uma visão completamente equivocada, pois todos nós precisamos dar conta das nossas atitudes para todos aqueles que, de uma forma ou de outra, estejam envolvidos conosco.

Muito embora o que estejamos fazendo seja totalmente lícito, precisamos tomar o cuidado com a mensagem que as nossas atitudes estão produzindo, ou seja, muitas vezes um determinado tipo de comportamento é lícito, mas não convém.

Precisamos ter o perfeito entendimento de nossa responsabilidade quando estamos à frente de qualquer trabalho, pois as nossas atitudes podem produzir reações diferentes, dependendo de diversas variáveis, por isso, devemos ter todo o cuidado com aquilo que fazemos e prestar muita atenção nas mensagens que as nossas atitudes transmitem. Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Cadastre-se e receba os artigos do Blog em seu email