Your browser (Internet Explorer 7 or lower) is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this and other websites. Learn how to update your browser.

X

Navigate / search

JESUS É O ÚNICO CAMINHO

Mateus 5.4 

Bem-aventurados  os que choram, porque eles serão consolados 

O sermão do monte é o mais longo discurso de Jesus. Nele está registrado aquilo que o Mestre buscava em seus seguidores.  Na realidade,  o que estava sendo dito, é que as pessoas que possuíssem aquelas qualidades, seriam recompensadas com algo muito especial.

O grande problema é que essas qualidades estavam na contramão da forma de viver das pessoas naqueles dias, e continuam a estar   nas de hoje. Então o ser humano vive um grande dilema, pois se queremos, realmente, ser  seguidores de Jesus Cristo este é o modelo, porém a forma como vivemos atualmente, está totalmente em desacordo com este padrão.

O versículo que foi escolhido para o texto diz “bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados”.

A primeira coisa que gostaríamos de enfatizar é que cada bem aventurança constante nesse sermão, é uma promessa que nos é feita, porém não de coisas passageiras, fortuitas ou ocasionais, elas falam de algo muito mais especial. Elas falam na esperança de uma felicidade completa para aqueles que fazem parte do Reino de Deus. As bênçãos prometidas não são aquelas moldadas pelo egoísmo, pela soberba ou pela cobiça, muito pelo contrário, são as que nos trarão alegria independentemente das circunstâncias. O grande problema é que não conseguimos entender isto. Ficamos correndo, o tempo todo, atrás das coisas terrenas e passageiras e não conseguimos vislumbrar que o único caminho é Jesus.

As pessoas correm o tempo todo atrás da felicidade a qualquer preço, achando que pode encontrá-la através do dinheiro e do poder, por exemplo,  e depois de conseguirem o seu intento, percebem que estas coisas podem dar uma alegria passageira, mas não de forma definitiva, já que o vazio existente no coração do ser humano não pode ser preenchido somente com isto. Por falar em alegria, outras entendem que a felicidade está ligada a um estado de contentamento constante e passam a vida procurando estar desta forma, porém acabam descobrindo que isto é impossível, já que o viver é um ciclo, onde temos períodos bons e outros ruins.

O contido em 2 Coríntios 1. 3 e 4 nos faz entender o que estamos querendo dizer: “ Bendito seja o Deus e Pai de nosso senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus”.

A promessa constante no versículo tema desse texto nos fala que Deus nos consola, apesar das dificuldades, não que não teremos problemas. Muita gente acha que quando Deus nos consola as nossas dificuldades serão eliminadas, não é assim que funciona. Devemos entender que o “ser consolado” significa restaurar nossas forças, nos dar ânimo para continuar lutando, encher o nosso coração de esperança. É aí que está a grande diferença entre quem tem Jesus como seu Senhor e Salvador e quem não têm. As dificuldades existirão para ambos, porém quem O aceitou receberá conforto, ou seja, quanto mais sofremos mais confortados nós somos, já que temos a quem recorrer.

O que muitas vezes esquecemos é que o nosso Deus é fiel. Ele é poderoso o suficiente para nos ajudar e nos dar condições de enfrentar qualquer problema. A grande verdade é que  se não tivéssemos dificuldades, tribulações, momentos ruins, nunca nos colocaríamos na dependência de Deus, pois acharíamos que teríamos todas as condições de conduzir as nossas vidas sozinhos e não temos.

A bem aventurança constante deste texto, bem como as demais, não nos dá condições de escolher aquelas que julgamos boas em detrimento das outras, já que, como dissemos,   nos mostra um padrão de comportamento a ser seguido, que confronta peremptoriamente o modelo vigente hoje no mundo. A recompensa de Deus, para aqueles que decidem agir como seguidores de Jesus Cristo, é o  Reino dos Céus, entretanto ,  o que não podemos esquecer é que seremos tentados, o tempo todo, a continuarmos a ter o modo de vida atual, aquele que nos é vendido como o melhor e correto. A escolha sempre será nossa. Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Cadastre-se e receba os artigos do Blog em seu email

Leave a comment

name

email (not published)

website