Navigate / search

NINGUÉM DEVE ACEITAR O QUE O OUTRO PENSA COMO VERDADE ABSOLUTA

E espalharam entre os israelitas um relatório negativo acerca daquela terra. Disseram: “A terra para a qual fomos em missão de reconhecimento devora os que nela vivem. Todos os que vimos são de grande estatura.

(Números: 13.32)

O Senhor determinou a Moisés que enviasse um líder de cada tribo para uma missão de reconhecimento na terra de Canaã.

E assim Moisés o fez, os enviou da terra chamada Parã, para cumprimento da ordem recebida.

Ninguém deve aceitar o que o outro pensa como verdade absoluta

A missão era para que eles observassem como era a terra prometida, se o povo que lá vivia era forte ou fraco, se eram muitos ou poucos.

“Não deixe de ler também: A sabedoria de se aceitar uma crítica”.

Se a terra era boa ou ruim, se as cidades tinham muros ou não, se o solo era fértil ou pobre, se existiam florestas ou não.

Moisés disse para que eles não temessem, que fossem corajosos e que trouxessem alguns frutos da terra.

“Outra ótima leitura seria: Deus não aceita suborno”.

Após 40 dias eles voltaram e deram o relatório do que tinham visto a Moisés e a Arão, que se tratava de uma terra muito boa, porém o povo que lá vivia era poderoso e as cidades eram fortificadas e muito grandes.

Calebe, um dos homens, disse para que eles subissem e tomassem a terra, já que era certo que eles venceriam.

Mas os homens que tinham ido com ele disseram que não podiam com aquela gente, pois eles eram mais fortes do que eles.

Então, este relatório negativo a respeito da terra se espalhou entre o povo, levando os israelitas a se queixarem contra Moisés, a ponto de dizerem que preferiam ter morrido no Egito ou no deserto.

“Leia também: Jesus é o único caminho para se chegar a Deus”.

Murmuraram contra Deus, questionando porque tinham sido levados para aquele lugar, para morrerem numa batalha?

E mais, levantaram a hipótese de escolher outro líder para retornar ao Egito.

“Sugerimos que você leia: A graça de Deus é dada ao homem de graça”.

Neste momento Josué e Calebe, que tinham feito parte da turma do reconhecimento, rasgaram as suas vestes de tristeza e disseram que a terra que tinham visto era excelente e que se Deus se agradasse deles lhes daria aquele lugar.

Disseram mais, que eles não fossem rebeldes contra Deus e que não tivessem medo, pois eles conseguiriam derrotar os inimigos, já que Deus era com eles.

Mas não adiantou, o povo não lhes deu ouvidos e, inclusive, falaram em apedrejá-los.

Onde estamos querendo chegar com este texto? Mostrar que, às vezes, o julgamento equivocado feito por poucas pessoas de uma determinada situação pode contaminar toda uma comunidade.

O povo foi totalmente contagiado pela exposição contrária dos dez espias e, por conta disso, foram tomados pelo pânico, fazendo com que se revoltassem a ponto de não reconhecerem mais a liderança de Moisés.

Vejam que povo nem ponderou o que Josué e Calebe disseram, eles tomaram a versão dos dez como um fato consumado e decidiram que era isto que aconteceria.

Para finalizar, gostaríamos de enfatizar que ninguém deve aceitar o que o outro pensa como verdade absoluta, é necessário senso crítico, bom senso, isenção e, principalmente, coerência com a Palavra de Deus para se aceitar determinados julgamentos, por isso não se deixe enganar.

Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Disponibilizamos um E-book para você. Coletânea de Versículos Bíblicos. Não deixe de baixar. É grátis!  => => => Quero Receber!

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

Leave a comment

name*

email* (not published)

website