Navigate / search

O ÓDIO É UM VENENO QUE NÓS TOMAMOS E QUEREMOS QUE O OUTRO MORRA

Então saiu Hamã naquele dia alegre e de bom ânimo; porém, vendo Mardoqueu à porta do rei, e que ele não se levantara nem se movera diante dele, então Hamã se encheu de furor contra Mardoqueu.

(Ester: 5.9)

Ouvi a frase colocada como título do nosso texto em um culto na igreja em que frequento e dita por um Pastor que, infelizmente, não lembro o nome, mas fiquei tão impactado com a sua verdade que anotei.

O ódio é um veneno que nós tomamos e queremos que o outro morra

Isto mesmo, o ódio é um veneno que nós tomamos e queremos que o outro morra, ele cresce no coração do ser humano e, lentamente, vai criando raiz, não deixando espaço para mais nada.

“Não deixe de ler também: Quando você tem um problema procura resolver ou fugir?”

No versículo que utilizamos para tema do nosso artigo, Hamã ficou tão irado ao ver Mardoqueu no palácio, que nem desfrutou da alegria de ter sido convidado para o banquete de Ester.

“Outra ótima leitura seria: As barreiras que existem entre as pessoas e que precisam cair”

E é assim que acontece, uma pessoa tomada pelo ódio não consegue vislumbrar mais nada em sua vida, não consegue viver as alegrias que lhe são proporcionadas.

Porém, o que, infelizmente, esta pessoa não consegue perceber, é que todo o ódio que ela sente por alguém, acabará se voltando contra ela, pois é assim que a vida funciona.

Isto é, ódio não faz bem para ninguém, não traz nenhum benefício, pelo contrário, ele só fomenta a ruína e a desgraça na vida daqueles que se deixam levar por este sentimento.

Você deveria ler também: O poder que destrói”.

É lógico que alguém consumido pelo ódio, pode estar pensando que estou escrevendo estas coisas por não saber o que aconteceu com ele e que eu não faço a menor ideia de como ele foi maltratado.

“Leia também: Os frutos do Espírito e as obras da carne”.

Realmente não sei e quem sou eu para minimizar o sofrimento de alguém, não tenho a menor intenção de fazer isto, entretanto o título do nosso texto mostra de forma muito clara que o “veneno do ódio” só fará mal ao detentor do sentimento, o outro não morrerá por conta disso.

O que é preciso se entender é que quando alguém enche o seu coração de ódio, acaba se tornando uma pessoa amargurada e infeliz, pois a mágoa é o único resultado possível para o acúmulo de ressentimentos com que essa pessoa alimenta diariamente a sua alma.

E o contido em Hebreus 12.15 mostra como isto é prejudicial ao ser humano e como o afasta de Deus, já que diz assim: “Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos”.

Para finalizar, gostaría de enfatizar que não é fácil para ninguém ter um coração inclinado ao perdão, já que não deixamos passar nada quando somos ofendidos, porém seria interessante refletir para o fato de que o perdão liberta o homem, enquanto o ódio o faz prisioneiro.

Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Disponibilizamos um E-book para você. Coletânea de Versículos Bíblicos. Não deixe de baixar. É grátis!  => => => Quero Receber!

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

Comments

Marzeu
Reply

Muito bom.Infelizmente o ser humano tem mais facilidade para odiar do que para perdoar.

Marcio Motta
Reply

Obrigado Marzeu pelo seu comentário.

Pb Edelson Do Amaral
Reply

Verdade

Marcio Motta
Reply

Obrigado pelo seu comentário Pb Edelson.

Roberto Carlos C. de Melo
Reply

Pura verdade, a facilidade que o ser humano tem de guardar lixo no coração muitas vezes o faz perder o desfrutar que a vida oferece e anos são completamente perdidos devido a sentimentos destruidores.Que possamos sempre meditar e cumprir o que Jesus disse no seu discurso de ensino: ” Bem aventurado os limpos de coração porque verão a Deus”

Marcio Motta
Reply

É verdade Roberto. Agradecemos a sua participação em nosso blog.

Leave a comment

name*

email* (not published)

website