Navigate / search

PRECISAMOS AGIR E NÃO REAGIR

1 Samuel  3.11-13

E o Senhor disse a Samuel: “Vou realizar em Israel algo que fará tinir os ouvidos de todos os que ficarem sabendo. Nessa ocasião executarei contra Eli tudo o que falei contra sua família, do começo ao fim. Pois eu lhe disse que julgaria sua família para sempre, por causa do pecado dos seus filhos, do qual ele tinha consciência; seus filhos se fizeram desprezíveis, e ele não os repreendeu. 

grande rosa vermelha

Diz a Palavra de Deus que os filhos do sacerdote Eli não tinham o menor respeito com as coisas de Deus. Desobedeciam as regras com relação àquilo que os sacerdotes podiam exigir do povo, por exemplo, quando alguém oferecia o seu sacrifício, a pessoa que ajudava ao sacerdote vinha e enfiava um garfo de três dentes dentro da panela onde estava cozinhando a carne e tudo o que aquele garfo conseguia tirar ficava sendo do sacerdote, esse era um costume da época e acontecia todas as vezes que um israelita ia a Siló para oferecer sacrifícios.

Entretanto, os filhos de Eli mandavam dizer à pessoa que estava oferecendo o sacrifício, para entregar um pedaço da carne antes de se tirar a sua gordura e ser queimada, sob a argumentação de que o sacerdote não aceitaria carne cozida, mas somente crua e, se por ventura, alguém se opusesse querendo que a gordura queimasse antes, ouvia para que a carne fosse logo entregue, pois caso contrário, a mesma seria tomada a força, ou seja, os filhos de Eli tratavam com muito pouco caso as ofertas de sacrifício que eram trazidas para Deus e para o Senhor essa atitude se tratava de um pecado gravíssimo.

Eli, que já tinha bastante idade, ouvia o que era falado a respeito de seus filhos, das atitudes erradas que eles vinham tomando,  do mal que vinham praticando, mandava os filhos pararem com aquilo,  tentava argumentar a respeito dessas atitudes erradas, porém não conseguia êxito nessa empreitada, ou seja, Eli não conseguia controlar os seus filhos e eles continuavam a praticar atos abomináveis aos olhos de Deus.

Tendo em vista o colocado nos texto, temos diversos assuntos em que poderíamos nos ater, como por exemplo: A desobediência dos filhos, a omissão de Eli como pai, porém gostaríamos de focar em um ponto de suma importância e que se trata de um problema bem moderno e que encaixa, perfeitamente, dentro do contexto desse texto. Eli não agia, somente reagia. Isso mesmo, Eli sabia de tudo o que estava acontecendo, que todos falavam muito mal das coisas que seus filhos estavam fazendo, tinha conhecimento de que eles tinham relações sexuais com as mulheres que trabalhavam na entrada da Congregação, mas ficava somente pedindo para que eles parassem de fazer aquilo, ou seja, reagia ao que estava ocorrendo, mas não agia realmente para por um fim no problema.

E a notícia ruim é que existem milhares de pessoas que agem da mesma forma que Eli para os mais diversos problemas, financeiros, pessoais, familiares, profissionais, enfim levam as suas vidas reagindo e não agindo.

É como aquela pessoa que tem oito tipos de cartões de crédito diferentes, vive endividada, correndo para lá e para cá, tentando resolver os seus problemas financeiros, mas não toma a decisão de acabar com o problema, que é a quantidade absurda que cartões que possui e, pior, vive pedindo a Deus prosperidade financeira, é evidente que não terá, pois com essa quantidade de cartões é impossível uma pessoa se equilibrar financeiramente, por um motivo muito simples, são oito cartões e somente uma renda e assim é que com o resto de sua vida.

O grande problema de vivermos reagindo e não agindo é que, com certeza, as coisas não deverão terminar bem, pois a ação é que vai eliminar o problema e como não tomamos a atitude agir, ficaremos reagindo até o momento, que não sabemos quando,  não será mais possível qualquer reação e aí estaremos derrotados, pois o problema no venceu por falta de uma tomada de posição no momento adequado. Reagir significa adiar o problema, empurrar para frente, não dar a solução necessária, já a ação compreende dar um fim na questão, virar a página, trilhar um caminho diferente, criar a possibilidade de um futuro melhor.

Eli, infelizmente, não agiu quando devia fazer e, por conta disso, pagou o seu preço e é isso que gostaríamos de chamar a atenção, não podemos viver somente reagindo as diversas  situações que a vida nos impõe , precisamos agir e não deixar o problemas se perpetuem. Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Preencha o seu e-mail e receba um e-book totalmente grátis. Coletânea de Versículos Bíblicos. => => => Quero Receber

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

Comments

Elzita Macedo Borges
Reply

O terceiro grupo conheciam Deus,tinham intimidade com Deus, sabiam que a vitória estava garantida.

Palavra Fiel
Reply

Obrigado Elzita pelo seu comentário.

icogorniak
Reply

Com certeza, estaremos como Jó, levantando na madrugada e orando pedindo a misericórdia e a proteção de Deus pelas faltas (pecados) de nossos filhos que são muitas!! Vivemos época parecida a Sodoma/Gomorra e ficamos como Ló, afligindo o coração todos os dias….. Jesus abençoe!!!

Marcio Motta
Reply

Agradecemos o seu comentário e ficamos felizes que você tenha gostado

Dachy promocje
Reply

Hello my friend! I want to say that this article is amazing, great written and come with almost all significant infos. I would like to peer extra posts like this .

Arlete Mota
Reply

Sim, disso sabemos, a questão é: Que decisão tomar? as vezes ficamos impotente sem saber o q fazer, ouvimos muitas vezes entregue a Deus e aguarde,outras vezes ñ deixe os filhos fazerem o q querem, enfim o q fazer exatamente?

Leave a comment

name*

email* (not published)

website