Navigate / search

PRECISAMOS TOMAR A DECISÃO

1 Reis 18.21

Então Elias se chegou ao povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus , segui-o;  se é Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu. 

precisamos tomar a decisão

Para entendermos melhor esta história, precisamos contextualizá-la. Uma grande seca estava causando uma enorme escassez de alimentos, em virtude disto Deus enviou o profeta Elias de volta a cidade de Samaria mesmo sabendo que ele enfrentaria, além do rei Acabe, a Jezabel e seus sacerdotes fanáticos.

Voltando Elias, encontra Obadias, mordomo do rei, que havia saído com intenção de procurar alimento. Obadias, apesar de mordomo do rei, era um sincero servo de Deus, que teve a coragem de esconder cem profetas do Senhor em uma caverna, livrando-os da perseguição implacável de Jezabel. Neste encontro, Elias pediu-lhe que dissesse ao rei que gostaria de vê-lo, no que é, prontamente, questionado por Obadias, sob a argumentação de que, caso fizesse isto, o rei o mataria, já que  Acabe havia procurado por Elias de maneira incessante e sem sucesso e ele não teria explicação para, de um momento para outro, trazer aquela notícia, e o pior, dar a notícia sem a presença do profeta. Entretanto, Elias pondera que isto não aconteceria, pois ele iria à presença do rei. Então Obadias vai ao rei dar a notícia.

Neste encontro, o rei chama  Elias de perturbador de Israel, no que é, prontamente, confrontado pelo profeta, que responde que o verdadeiro perturbador era o rei que tinha deixado os mandamentos do Senhor e havia chegado o momento do confronto final, já que Deus colocaria os profetas de Baal nos seus devidos lugares e, isto se daria em um  confronto entre ele e aqueles falsos profetas.

E chegamos ao versículo vinte e um, quando Elias se dirigindo ao povo,  indaga até quando este povo continuaria em dúvida sobre que posição tomar, até quando este povo ficaria sem saber o que fazer. Se eles entendessem que o Senhor era Deus, que adorassem ao Senhor; mas se eles achassem que Baal que era o Deus, que adorassem a Baal. Porém o povo ficou completamente calado, nada respondeu.

A disputa entre o profeta Elias e os profetas de Baal, que totalizavam quatrocentos e cinqüenta, se daria da seguinte forma: Seriam trazidos dois touros. Os profetas de Baal matariam um deles, cortariam em pedaços e os colocaria em cima da lenha, mas não acenderiam o fogo e Elias faria a mesma coisa.

Então os profetas de Baal orariam ao seu deus e Elias oraria ao Senhor. O deus que respondesse mandando fogo, este seria o Deus.

Diz a Palavra que os profetas de Baal oraram a manhã inteira, até o meio-dia e nada aconteceu. Então Elias orou e o Senhor, queimou o sacrifício, a lenha, as pedras, a terra e ainda secou a água, que estava na valeta. Quando o povo de Israel viu isto, ajoelhou-se, encostou o rosto no chão e reconheceram, aos gritos, que o Senhor é Deus.

Neste ponto gostaríamos de voltar ao versículo vinte e um. Aquele povo estava vivendo e sofrendo com a indecisão, não se posicionava, deixava-se seduzir pela aparente vida boa oferecida pelos outros deuses. Então Elias toma uma atitude radical, guiado por Deus, com a finalidade de acordá-los para a dura realidade, resolve confrontar aqueles quatrocentos e cinqüenta profetas e mostrar aos israelitas  quem era o verdadeiro Deus.

Olhando para esta passagem, muitos de nós podemos achar que não tem nada a ver conosco, uma vez que não adoramos a outros deuses.

Mas a mensagem implícita neste texto vai além. Onde estamos querendo chegar? Muitos de nós aceitamos Jesus, passamos pelas águas, freqüentamos a Igreja, nos tornamos nova criatura, mas não conseguimos nos livrar de algumas coisas da velha. Continuamos a carregar  algumas coisas que não deveriam estar mais conosco, fazendo com que vivamos com um pé lá e outro cá.

Quando o versículo fala em dois pensamentos, ele está se referindo justamente a isto. Aquelas coisas que não deveriam mais fazer parte de nós, mas continuam a povoar  os nossos dias, fazendo com que não consigamos nos entregar totalmente a este Deus, que espera que façamos justamente isto, uma vez que Ele reivindica  ser o único em nossas vidas.

Elias exortou o povo a se posicionar e de uma forma radical mostrou quem era o verdadeiro Deus. É de suma importância que venhamos a nos decidir  e deixar de lado as  velhas práticas, que fazem parte de um passado, da velha criatura que fomos. Deus quer isto de nós. Ele exige isto de nós, uma vez que é impossível servir a dois senhores. Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Preencha o seu e-mail e receba um e-book totalmente grátis. Coletânea de Versículos Bíblicos. => => => Quero Receber

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

Comments

Mac Jugo
Reply

I just adore this website. Have been trying to learn a bit about photography myself.

Davis Kemler
Reply

I’m not that much of a internet reader to be honest but your sites really nice, keep it up! I’ll go ahead and bookmark your website to come back in the future. Many thanks

Gerald Kugel
Reply

Very interesting subject , appreciate it for posting . “The great aim of education is not knowledge but action.” by Herbert Spencer.

Tracie
Reply

Yo 😀 Is it OK if I go a bit off topic? I’m trying to read your post on my new iPad but it doesn’t display properly, any suggestions? Thank you for the help I hope! Tracie x 🙂

Leave a comment

name*

email* (not published)

website