Navigate / search

VERSÍCULOS BÍBLICOS PARA CONTROLAR A LÍNGUA

Com muita paciência pode-se convencer a autoridade e a língua branda quebra até ossos.

(Provérbios: 25.15)

Falar demais é um grande problema, porém muita gente boa se esquece disso.

Versículos bíblicos para controlar a língua

Nos versículos que escolhemos para este texto, podemos ver, de forma muito clara, que a Palavra de Deus condena este tipo de comportamento.

Chegando a dizer que aqueles que não freiam a sua língua enganam a si próprios e sua religião não tem valor algum.

Sendo assim, relacionamos alguns versículos que tratam do tema, a fim de provocar uma reflexão sobre o assunto.

A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte e os que gostam de usá-la comerão do seu fruto. (Provérbios: 18.21)

Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo. Sua religião não tem valor algum! (Tiago: 1.26)

Até o insensato passará por sábio, se ficar quieto, e, se contiver a língua, parecerá que tem discernimento. (Provérbios: 17.28)

Os lábios que dizem a verdade permanecem para sempre, mas a língua mentirosa dura apenas um instante. (Provérbios: 12.19)

Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura. (Provérbios: 12.18)

Quando são muitas as palavras o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato. (Provérbios: 10.19)

Senhor livra-me dos lábios mentirosos e da língua traiçoeira! (Salmos: 120.2)

Cada qual mente ao seu próximo e seus lábios bajuladores falam com segundas intenções. Que o Senhor corte todos os lábios bajuladores e toda língua arrogante dos que dizem: “Venceremos graças à nossa língua. Somos donos dos nossos lábios! Quem é senhor sobre nós? ” (Salmos: 12.2-4)

Destrói os ímpios Senhor, confunde as suas palavras, pois vejo violência e brigas na cidade. (Salmos: 55.9)

A boca do justo profere sabedoria e a sua boca fala conforme a justiça. Ele traz no coração a lei do seu Deus e nunca pisará em falso. (Salmos: 37.30-31)

Minha língua proclamará a tua justiça e o teu louvor o dia inteiro. (Salmos: 35.28)

Antes mesmo que a palavra me chegue à boca, tu já a conheces inteiramente, Senhor. (Salmos: 139.4)

Mas eu lhes digo que, no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado. Pois por suas palavras você será absolvido e por suas palavras será condenado”. (Mateus: 12.36-37)

Eu disse: “Vigiarei a minha conduta e não pecarei em palavras.  Porei mordaça em minha boca enquanto os ímpios estiverem na minha presença”. (Salmos: 39.1)

Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim! Acaso pode sair água doce e água amarga da mesma fonte? Meus irmãos, pode uma figueira produzir azeitonas ou uma videira, figos? Da mesma forma, uma fonte de água salgada não pode produzir água doce. (Tiago: 3.9-12)

Toda espécie de animais, aves, répteis e criaturas do mar doma-se e é domada pela espécie humana, a língua, porém, ninguém consegue domar. É um mal incontrolável, cheio de veneno mortífero. (Tiago: 3.7-8)

Quando colocamos freios na boca dos cavalos para que eles nos obedeçam, podemos controlar o animal todo. Tomem também como exemplo os navios, embora sejam tão grandes e impelidos por fortes ventos, são dirigidos por um leme muito pequeno, conforme a vontade do piloto. Semelhantemente, a língua é um pequeno órgão do corpo, mas se vangloria de grandes coisas. Vejam como um grande bosque é incendiado por uma simples fagulha. Assim também, a língua é um fogo, é um mundo de iniquidade. Colocada entre os membros do nosso corpo, contamina a pessoa por inteiro, incendeia todo o curso de sua vida, sendo ela mesma incendiada pelo inferno. (Tiago: 3.3-6)

Reflita sobre isso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Preencha o seu e-mail e receba um e-book totalmente grátis. Coletânea de Versículos Bíblicos. => => => Quero Receber

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

Leave a comment

name*

email* (not published)

website