Navigate / search

A VITÓRIA É CONSTITUÍDA DE INSPIRAÇÃO E MUITA TRANSPIRAÇÃO!

Todo trabalho árduo traz proveito, mas o só falar leva à pobreza.
(Provérbios: 14.23)

A vitória é constituída de 10% de inspiração e 90% de transpiração, ou seja, ela pressupõe trabalho árduo, disciplina e perseverança na busca do objetivo proposto.

A vitória é constituída de inspiração e muita transpiração, ou seja, a vitória pressupõe trabalho árduo na busca do objetivo proposto.

Efetuar esta conta é o principal problema de muitas pessoas, que não entendem porque não conseguem realizar os seus projetos e vão vendo as suas vidas passarem sem as conquistas almejadas.

Sugerimos que você leia também: As promessas de Deus não possuem prazo de validade”.

Não basta planejar, almejar, sonhar, ter inspiração, boas idéias, tudo isto é necessário, porém o grande diferencial é a dedicação empregada na busca do objetivo proposto.

E dedicação que dizer entrega, sacrifício e aplicação, ou seja, se trata do desprendimento do homem  de si próprio em benefício de alguém ou de algum propósito.

Sendo assim, quando alguém alcança sucesso em algum empreendimento, é certo que esta pessoa se dedicou muito para chegar até ali, estudando, treinando, trabalhando, perdendo horas de sono ou renunciando a algo.

“Você deveria ler também: Liberte-se da ansiedade. Pare de fazer projeções negativas para você!”.

Onde estamos querendo chegar com este texto? O que estamos pretendendo? Chamar a atenção para o fato de que não existe a menor possibilidade de vitória e sucesso sem muito trabalho, apesar de muita gente boa não entender isso.

Reclamam da sorte, acham que a vida é injusta, que Deus não está abençoando, porém se forem questionados a respeito do que andam fazendo para alcançar o que querem, ficará muito claro que andam trabalhando muito pouco em prol de seus desejos.

E o que precisa ficar bem claro é que Deus não moverá uma palha para fazer aquilo que é de nossa responsabilidade, isto é, devemos fazer o nosso e deixar Deus fazer o Dele.

“Você não pode deixar de ler: Quantas vezes você precisa ser enganado para cair na real?”.

Com vistas a refletirmos a respeito do que estamos falando, gostaríamos de formular uma linha de raciocínio bem simples, através de apenas uma pergunta a uma pessoa imaginária chamada João: João qual foi o propósito que você formulou para si próprio para o ano de 2014?

Supondo que o João tenha fixado o seu objetivo, formularíamos outras perguntas: João qual o seu nível de comprometimento com o objetivo proposto? Quais os resultados alcançados até agora? Quanto falta para alcançar a meta proposta?

“Leia também: Como fazer um projeto de investimento para a sua vida pessoal?”.

Poderíamos continuar formulando mais perguntas, mas a intenção é provocar a reflexão para o fato de que, com relação às questões fixadas no parágrafo anterior, poderíamos separar as pessoas em três grupos distintos: Em primeiro lugar estariam aqueles que nem fixaram metas, em segundo os que largaram o objetivo frente às primeiras dificuldades e em terceiro aqueles que continuaram seguindo em frente focados no objetivo fixado, apesar de todos os problemas.

É claro que a vitória seria alcançada somente pelas pessoas pertencentes ao último grupo, já que os outros, através dos seus comportamentos, em nada teriam contribuído para o sucesso do seu projeto. Pense nisso e deixe o seu comentário.

Por:Marcio Motta

Disponibilizamos um E-book para você. Coletânea de Versículos Bíblicos. Não deixe de baixar. É grátis!  => => => Quero Receber!

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

Comments

libanio dos santos
Reply

Obrigado pela mensagem

Marcio Motta
Reply

Libanio fico feliz que tenha gostado. Fique com Deus.

Leave a comment

name*

email* (not published)

website